Notícias | Postado em 05 de Dezembro de 2018 as 11:18h | 0

O procurador do Município de Caicó, Arthur de Figueiredo Araújo Melo Mariz, prestou esclarecimentos sobre notificação apresentada pelo Conselho Regional de Biblioteconomia (15ª Região), datada do final de novembro. No caso de Caicó, foram citadas as bibliotecas Olegário Vale (Centro) e Francisco Mota (Paraíba)

Segundo ele, várias prefeituras receberam o mesmo auto de infração, para que as bibliotecas municipais sejam administradas por um profissional habilitado na área de biblioteconomia. “Cerca de 90% dos municípios do estado não atendem essa exigência, mas temos quinze dias para apresentar uma resposta”, disse Artur.

“O documento não apontou nenhum problema estrutural, apenas a ausência do biblioteconomista. Levando em consideração o prazo que temos, vamos garantir o funcionamento até o final do período letivo. E, durante o recesso, providenciar a solução, seja por termo de cooperação com alguma instituição ou contratação de profissional”, garantiu o procurador. 

print button Imprimir discuss button Comentar
Comentários:

Nenhum comentário cadastrado…